Women in Translation Month 2020

terça-feira, agosto 18th, 2020

No mês de agosto é comemorado o mês das mulheres na tradução e, como mencionamos nas nossas redes sociais, este dia é uma iniciativa criada pela blogueira literária Meytal Radzinski para destacar o trabalho de autoras e tradutoras, que às vezes não conseguem chegar ao público pela falta de divulgação ou representatividade. A Vernaculum acredita nesta iniciativa e, no dia de hoje, trazemos algumas formas de participar ativamente deste mês e comemorar da melhor maneira. Além disso, estamos trazendo sugestões de autoras e obras que gostamos lá no nosso Instagram. Não esqueça de nos seguir!

  • Recomende autoras de vários países para seu grupo de amigos

Se pensarmos em autoras, geralmente as estadunidenses ou britânicas são melhor representadas e divulgadas. Mas que tal conhecer autoras de diferentes países, com diferentes culturas e experiências? Procure livros traduzidos de línguas além do inglês, e recomende essas obras para seus amigos! Às vezes, só falta um primeiro passo!

  • Faça resenhas destes livros para as pessoas terem um maior contato

Se você utiliza sites como o skoob ou o goodreads, faça resenhas desses livros para que as pessoas possam conhecer também! Você pode também postar sobre eles nas suas redes sociais ou, caso você tenha uma plataforma no Youtube, faça vídeos e conte mais sobre estas obras escritas por mulheres. Geralmente, muitas autoras e tradutoras não recebem o reconhecimento que merecem, pura e simplesmente porque as pessoas nunca ouviram falar. Esse contato é fundamental.

  • Recomende essas obras nos seus grupos de leitura

Caso você participe de um clube de leitura, sugerir esses livros pode fazer as pessoas se apaixonarem pelas obras destas autoras! Com a quarentena, as rodinhas de leitura virtuais e os fóruns para debater livros estão crescendo exponencialmente, e essa é a oportunidade perfeita para dar destaque à sua autora favorita ou uma menos conhecida!

  • Compre livros e informe-se para informar outros

A quantidade de livros escritos e traduzidos por mulheres, fora da língua inglesa, compõe uma porcentagem muito pequena da indústria editorial. Adquirir livros escritos por mulheres e espalhar essa ideia pode ajudar as editoras a compreender o que o público gostaria de receber e ler, e isso facilitará (a longo prazo) nosso acesso a estas obras!

  • Saiba mais sobre as tradutoras e sua trajetória

Ok, falamos sobre as autoras, mas e as tradutoras? Elas também merecem destaque, afinal, como sempre dizemos, traduzir é um desafio e envolve muito conhecimento e estudo. O trabalho do tradutor de modo geral já é muito “apagado” … nem sempre é fácil achar quem traduziu uma obra dentro de um livro, precisamos ativamente procurar. Por isso, se informar sobre quem fez esse trabalho e ir atrás de conhecer sua trajetória, que outras obras traduziu e até se a pessoa possui trabalhos autorais (para posteriormente repetir os passos anteriores do WIT) é algo bacana e que acrescentará ainda mais à sua experiência!

E, por último, é claro, siga as redes sociais do WIT Month e veja as hashtags sobre o assunto, no Instagram, Facebook e Twitter! Tem mais dicas e recomendações? Deixe para nós nos comentários e nos conte também de que maneira você irá comemorar este mês!

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019