Vernaculum viaja: Buenos Aires – Argentina

segunda-feira, novembro 28th, 2016

8

 

 

Talvez este post pareça um pouco apelativo, considerando que eu nasci e morei minha infância inteira na linda Buenos Aires, mas também, quem poderia me culpar? A cidade é maravilhosa e culturalmente riquíssima, cheia de coisas ótimas para ver e conhecer!

Para se encantar mais ainda com o lugar, vale a pena conhecer algumas curiosidades: O principal rio que atravessa a cidade é o famoso Rio da Prata. E esse nome não foi escolhido aleatoriamente. Repare no nome do pais, e agora tente se lembrar das aulas de química, lá do ensino médio. O símbolo químico da prata é Ar, que vem de Argentum (do latim, prata). Os conquistadores que chegaram a Buenos Aires, acreditavam que a cidade era rica no metal precioso e, assim, deixaram uma historinha legal para justificar o nome do meu país.

buenos-aires-puerto-maderoComo vai ser fácil de notar ao longo do post, Buenos Aires é uma cidade em que o velho e o novo se misturam de uma forma muito interessante. A arquitetura europeia, conservada desde a fundação da cidade, dá um encanto peculiar se o passado é algo que te atrai.

Como este não é necessariamente um blog de turismo, e também, se eu fosse falar de tudo que amo na minha cidade, este post não acabaria jamais, vou falar dos três lugares que mais amo em Buenos Aires:

Puerto Madero

Parece bem cliché vindo de uma “portenha” (é assim que os habitantes de Buenos Aires nós chamamos, e tem origem na relação tão grande que as pessoas da cidade tinham com o porto, nos primórdios) indicar este lugar como um dos meus prediletos, mas ele enche os olhos com sua beleza. A fusão entre os velhos galpões do porto, os guindastes antigos importados de Génova e as lojinhas modernas e arranha-céus luxuosos fazem da região um lugar único. Além de ser delicioso andar à beira do rio e ter várias opções de cafés e restaurantes para parar, caso a caminhada acabe te cansando.

Outro encanto desta região, é que todas suas ruas tem nomes de mulheres destacadas da história do país e se você é uma pessoa curiosa, pode aprender muito nesta experiência.

San Juan y Boedo

Então, se era para fugir do cliché, Boedo é o lugar. Apesar de ser pouco conhecido turisticamente, este é o esquina_de_san_juan_y_boedo_buenos_airesbairro de tango onde eu morei minha vida inteira, e também se caracteriza por ter vários bares e cafés com shows de tango (mais baratos que os de locais turísticos) e um encontro entre arquitetura mais moderna e cafés antigos, onde vários artistas se sentaram a escrever suas famosas obras. Se não acredita em mim, uma simples caminhadinha pela avenida, cheia de monumentos ao
tango e placas com trechos de tango e homenagens a compositores outrora, já dão o clima do lugar.

E, porque não, aproveite para usar este soundtrack durante o seu passeio, que fala muito sobre o bairro:

https://www.youtube.com/watch?v=UtYfE83T86o

 

Cementerio de La Recoleta

Agora, chegando à parte mais alternativa de Buenos Aires, La Recoleta talvez não seja um lugar de gosto geral.

Obviamente, o cemitério tem um clima bastante lúgubre. De modo geral, as pessoas que descansam aqui foram famosas ou socialites da cidade, então, as construções que os alojam são extremamente cementerio-la-recoletacomplexas e trabalhadas, tornando o passeio uma experiência mais encantadora (se é que é possível usar essa palavra para um passeio no cemitério), além do local ser praticamente um museu a céu aberto pela sua riqueza história.

Se você tem vontade de realmente abraçar o espírito (pun intended) do lugar, todos os domingos às 16:30 um historiador famoso da cidade faz um passeio contando histórias das pessoas que hoje moram no cemitério, com vários temas: fantasmas, amor, arte. Claro que nestes tours sempre há um espacinho para historias assustadoras, mas que irão te deixar mais impressionado em relação a este local.

Claro que Buenos Aires não se resume apenas a isso, mas estes são os primeiros lugares que me vem à cabeça ao lembrar de lá. Certamente é um lugar que vale a visita, e sabe ganhar um lugar no coração dos turistas!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019