Um pouco mais sobre a Primavera …

sexta-feira, setembro 23rd, 2016

A primavera é uma estação que divide opiniões. Tem quem ama a volta do calor, tem que detesta as flores e as alergias que elas trazem, mas uma coisa é certa. Setembro está chegando ao fim e junto com a nova estação, chega uma enxurrada de aspectos culturais muito interessantes. Desde tempos remotos, a primavera é sinônimo de renovação, fertilidade e renascimento.

A primavera do hemisfério sul inicia-se no equinócio de setembro e termina no solstício de dezembro. Como sabemos, o equinócio é o momento do ano em que as duas metades da terra estão igualmente iluminadas, com a passagem do sol pelo equador celeste. Isto é, o dia que marca o início da primavera tem a mesa duração que a noite.

1024px-botticelli-primaveraMesmo que no Brasil, por ser um país tropical, a chegada da primavera acabe passando despercebida, em outros países – geralmente aqueles com um clima não tão ameno – a chegada desta estação, junto com o calor, é motive de celebração e grandes festas são realizadas neste dia. Na argentina, por exemplo, celebram-se no mesmo dia a Primavera e o Dia do Estudante. É um feriado marcado por piqueniques, grandes festas e bailes. Poderíamos dizer que, se o carnaval brasileiro fosse enxugado em um único dia de festa, esse seria o dia da primavera.

Em países nórdicos, as comemorações estavam também ligadas ao plano do sagrado na antiguidade e algumas tradições continuam até hoje. A noite de Santa Valburga (adotada pelo cristianismo após a caça às bruxas), era uma celebração pagã pela chegada da primavera, na qual eram realizadas fogueiras para afugentar espíritos malignos.

No Japão, está é a época do ano em que as flores de cerejeira começam a aparecer, e são realizados festivais muito alegres e coloridos para comemorar a estação. Os famosos Haru Matsuri, que também são comemorados no Brasil pelas várias coletividades japonesas.

As novas estações chegam para todos nós e, apesar das diferentes datas, é uma ocasião que une várias culturas ao redor do mundo. E como, de certa forma, este é o papel da tradução, não podíamos deixar este dia passar em branco. Boas comemorações!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019