Tradutores famosos através da história

sexta-feira, setembro 27th, 2019

Estamos nos últimos dias do mês de setembro, no qual se comemora o dia internacional do tradutor. Como todos os anos, dedicamos este dia especial a destacar o trabalho e a importância desta área para a comunicação humana e as relações globais.

Este ano, trazemos para vocês uma lista de alguns dos mais famosos e destacados tradutores da história, sendo alguns deles autores que traduziam, intérpretes ou apenas pessoas com domínio linguístico que dedicaram sua vida a auxiliar na comunicação dos povos.

  • São Jerônimo (347-420 AC): Padroeiro dos tradutores, foi o responsável pela primeira tradução da bíblia, do grego e hebreu para o latim. A sua tradução foi a única utilizada por mais de mil anos! Além disso, ele era historiador, padre e teólogo. O dia da sua morte foi estabelecido como o dia internacional do tradutor.
  • Mark Twain (1835—1910): Reconhecido por ser o escritor do livro As aventuras de Huckleberry Finn, com certeza ele mesmo possuía um pouco do espírito travesso da sua personagem, visto que sua maior contribuição para a área foi zombando a tradução reversa. Ele escolheu uma das suas obras que foi traduzida ao francês e voltou ela para o inglês, mantendo toda a estrutura da língua estrangeira e traduções literais. Apesar de não ter sido uma atitude muito feliz, ajudou a entender melhor os perigos da tradução literal. Mais sobre esse caso, você confere aqui.
  • Jorge Luiz Borges (1899-1986): Ainda no sentido de fazer o mundo da tradução refletir, Borges pegou o caminho oposto de Twain. Ele acreditava que a tradução era um trabalho também autoral e que era fundamental ter liberdade na hora de traduzir, abrindo um pouco a cabeça dos pensadores da área. Graças a ele, muitos trabalhos da literatura mundial chegaram ao público hispano falante. Ele também já foi destaque no nosso blog, e você confere aqui.
  • Edward Seidensticker (1921-2007): Historiador e tradutor americano, destacou-se após a Segunda Guerra Mundial pela tradução de várias obras japonesas de autores clássicos. Seu trabalho mais destacado e aclamado foi “O conto de Genji”, obra do século 11, escrita por Murasaki Shikibu. Sua contribuição para a literatura japonesa rendeu, em 1968, o prêmio Nobel de literatura ao autor japonês Yasunari Kawabata, demostrando que a tradução pode também servir como ferramenta de apoio para os autores.
  • Constance Garnett (1861-1946): Famosa tradutora de russo, amada por alguns e odiada por outros, esta controversa mulher se destacou por trazer ao público de língua inglesa as maiores obras da literatura russa, de autores como Tolstoy e Dostoyevsky. A polêmica ocorria porque se, ao traduzir, ela não compreendesse um termo ou frase, simplesmente removia. Querendo ou não, isso não diminui sua contribuição para a divulgação da literatura russa, além de ter influenciado autores como Hemingway.

Você conhecia estas histórias de tradutores incríveis? Conhece mais alguma que queira nos contar? Deixe nos comentários para podermos compartilhar e, cada vez mais, difundir o trabalho dos nossos colegas de profissão!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019