Tradução do documentário “The First Smile”

segunda-feira, junho 27th, 2016

No mês passado, a Vernaculum teve uma experiência tradutória interessante. Às vezes, os desafios de uma tradução vem pela questão do vocabulário, dos termos técnicos e complicados, e outras vezes o desafio é a responsabilidade de passar corretamente uma mensagem importantíssima. Não é todos os dias que nos deparamos com uma tradução que visa mudar o pensamento de uma sociedade de maneira sensível e clara.
Esse foi o caso do documentário “The First Smile”, que acompanha o trabalho da parteira Naolí – mundialmente conhecida por seus partos humanizados feitos em casa – e de outras parteiras e pessoas que estão aprendendo esta profissão ao redor do mundo.
O documentário, extremamente sensível e com uma mensagem forte, procura nos mostrar como o parto e a mulher estão desvalorizados na nossa sociedade, quando na verdade deveriam ser apreciados e encarados de uma forma totalmente renovada. Encaramos essa nova visão ao longo do documentário todo e chegamos a nos questionar sobre o que levou o mundo a duvidar da capacidade de uma mulher de parir e de confiar em seu próprio corpo. E como passar essa mensagem tão revolucionária em apenas alguns caracteres de legenda?
A pesquisa foi um passo fundamental. Conhecer mais sobre a cultura do parto Mexicana, termos como rebozo, doula e nomes de ervas medicinais tornou-se fundamental. Depois de uma ampla leitura e informações de várias fontes, foi possível adaptar os termos e passar a mensagem de maneira clara. Outro aspecto fundamental foi a ajuda da própria Naolí: ela esteve lá para nos esclarecer sobre quaisquer termos que não fossem claros, e nos alertou ao utilizar termos que não eram comuns à área. Essa relação com o cliente, revela que claramente há um grande compromisso com a mensagem que se quer passar, nos fazendo sentir mais ainda que tínhamos uma grande responsabilidade nas mãos. Por isso, agradecemos a grande ajuda e o profissionalismo da Naolí, por estar ao nosso lado ao traduzir um trabalho tão bonito, meticuloso e importante.
Às vezes a gente tende a pensar que traduzir é só transferir as palavras de uma língua para a outra, mas este documentário foi um sólido exemplo de que sentimento é o que se tem de mais difícil de traduzir: nossos sorrisos são universais. Como traduzir a alegria de uma mãe ao ver os olhinhos de seu filho pela primeira vez? Como traduzir a agonia dos pais de primeira viagem ao esperar que tudo corra bem com a mãe e o bebê na hora do parto? É claro que as palavras complementam tudo isso, mas recomendamos fortemente que o documentário seja assistido do começo ao fim, pois nosso trabalho foi justamente fazer com que as palavras no Português tivessem a mesma intensidade que tiveram, junto com as imagens, no Inglês e no Espanhol. A Vernaculum agradece a oportunidade, não só pela honra de traduzir, mas por poder fazer parte de um processo tão humano.

 

Se você se interessou pelo documentário, que estreou mundialmente dia 01/06/2016 no Siaparto em São Paulo, a previsão para que o filme esteja disponível ao público é em Novembro-Dezembro 2016 .

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019