Testamos: Skype Translator (tradutor de áudio em tempo real)

quarta-feira, fevereiro 3rd, 2016

Skype_Translator

Inicialmente, é importante destacar algumas das características do programa: ele não vem embutido no próprio Skype: você precisa fazer o download do programa separadamente, e ele só é compatível com Windows 8 e superiores.

Logo que o programa é baixado, você deve selecionar qual é o idioma que você fala, e com qual “personagem” você quer ser representado: A Jane (uma voz feminina) ou o Bob (voz masculina). A partir daí, você é direcionado a uma tela com seus contatos e após selecionar com quem você deseja falar, a tela tem mais ou menos o seguinte visual:

1

A partir daí, é só ligar para a pessoa e começar a se divertir. O tradutor basicamente irá pegar suas falas e transcrevê-las na sua tela. A pessoa que está do outro lado, irá receber as falas traduzidas de maneira escrita e a voz escolhida lá no início da configuração (no meu caso, a Jane) irá ler as falas para a pessoa do outro lado.

Para ser justas com o programa, a cada vez que é iniciada uma conversação é reproduzido um aviso, dizendo que o programa ainda está em desenvolvimento e que as conversas estão sendo gravadas para tentar aprimorar o programa.

Teste 1: Espanhol para Português (e vice-versa)

Uma coisa que pode ser considerada um “downside” do tradutor de áudio, é que na transcrição não é possível visualizar o que a pessoa disse no outro idioma, dificultando um pouco a comparação.

Desta vez, para também sermos justas com o programa, escolhemos ler trechos de gibis (Turma da Mônica e Mafalda), que tem uma linguagem mais do dia a dia. Mas, de qualquer forma, é possível perceber que, independente da língua que cada uma falou, algumas das frases não fazem muito sentido e algumas foram corretamente traduzidas. A qualidade geral da tradução variou bastante de frase para frase.

2

Teste 2: Inglês para Espanhol (e vice-versa)

Um detalhe bem importante sobre a tradução para o inglês é que a qualidade geral (apesar de não ser perfeita) foi um pouco melhor, pura e simplesmente porque o inglês não tem variações e masculino e feminino. As questões de concordância no geral foram um pouco melhor atendidas quando a língua de chegada era o inglês.

3

Teste 3: Português para inglês (e vice-versa)

No último teste, percebemos que o reconhecimento de voz foi mais fraco. Nem tudo que foi dito foi compreendido corretamente, como é bem visível na primeira frase. Inclusive, alguma das palavras ditas foi entendida como um palavrão (representada na conversa como **** e no áudio, uma voz falando “beep”). Outra coisa importante de se salientar, é o visual que o programa tem para usuários sem o Windows 10 (no caso, o um dos PCs tinha Windows 10 e o outro não): Lá, podemos visualizar tanto a transcrição literal da pessoa e a tradução, o que dá um aspecto um pouco confuso à conversa de forma geral.

Finalmente, com relação à tradução em si, ela teve problemas de tradução bem visíveis logo de cara. Palavras e frases mais curtas foram facilmente reconhecidas, mas a partir do momento em que as frases assumem um pouco mais de complexidade, a tradução perde qualidade consideravelmente.4

Parecer final:

Um destaque que merece ser mencionado é que a voz da leitura é muito fluente e bem gravada, com uma qualidade de som boa e bem natural. Porém, se ocorrer dos usuários falarem ao mesmo tempo, as falas irão se atropelar e a conversa irá ficar muito confusa (porque, além de ouvir a tradução, é possível ouvir a voz de quem fala, na sua língua de origem).

Outro detalhe que não é tão importante mas deve ser destacado é que o programa possui um sistema de “Profanity filter” no qual você pode escolher se você vai querer que palavrões sejam filtrados de maneira severa, branda ou que simplesmente não sejam filtrados.

Em termos de qualidade geral da tradução, ela varia de acordo ao par de idiomas e a complexidade das frases. Se considerarmos o nível de dificuldade das frases escolhidas, é possível afirmar que realmente, o Skype ainda precisa trabalhar bastante nesta ferramenta para realmente proporcionar uma comunicação clara, já que a grande maioria das traduções não faziam muito sentido. De qualquer forma, o programa está ainda em fase de aprimoramento e talvez no futuro será possível uma comunicação um pouco mais clara. Porém, uma coisa é certa: se realmente é necessário se garantir, apostar na contratação de um interprete com certeza será a melhor opção!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019