Resenha – Garota, traduzida

segunda-feira, dezembro 9th, 2019

“Garota, traduzida” (Girl in Translation, na sua versão original) conta a história de Kim Chang, uma jovem imigrante de Hong Kong, que se muda para Nova Iorque com sua mãe.

O livro mostra as experiências e os desafios enfrentados por Kimberly, que vive entre dois mundos, literalmente: durante o dia, ela é uma estudante brilhante em uma escola americana e, durante a noite, trabalha em uma sweatshop em Chinatown. Ela se vê traduzindo não só a língua, mas a ela mesma, enquanto lida com as dificuldades de circular entre esses dois mundos tão contrastantes e com o processo de se encontrar na vida. Apesar das óbvias dificuldades, a história também tem trechos bem-humorados, que geralmente relacionam-se às dificuldades linguísticas e às enormes diferenças entre as duas culturas, que ficam visíveis desde o início até o fim do livro.

“Garota, traduzida” nos ajuda a olhar profundamente e refletir sobre a situação difícil dos imigrantes, através de uma história cativante e personagens muito interessantes.

A autora, Jean Kwok, também se mudou de Hong Kong para Brooklyn quando era jovem e,  apesar de atualmente ter se tornado uma autora em tempo integral, curiosamente, já trabalhou como tradutora de holandês para inglês.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019