Pós-edição: uma reflexão sobre a área

quarta-feira, dezembro 22nd, 2021

Uma das grandes tendências dos últimos anos (que certamente irá se mantar nos próximos) é a pós-edição (MTPE, Machine Translation Post Editing) ou edição de tradução por máquina. A tradução assistida por computador não é algo novo. A ascensão das CAT Tools já tem alguns anos e hoje em dia é quase que uma habilidade fundamental que o tradutor precisa possuir para trabalhar em certas empresas e para vagas específicas. Estas ferramentas nada mais são que programas que dividem os textos em segmentos e mantêm memórias do trabalho feito, para aumentar a produtividade de tradutor e facilitar seu trabalho.

A tradução por máquina é algo diferente: é a utilização de processamento cibernético, que reconhece o texto e, utilizando as memórias mencionadas anteriormente, previamente alimentadas por um tradutor profissional, uma inteligência artificial faz a conversão do texto. E é aí que entra a pós edição: apesar do computador estar cada vez mais realizando este tipo de serviço com maior qualidade, os textos não contam com uma sensibilidade social e cultural (ou seja, humana), que são fundamentais para textos principalmente nas áreas de marketing, por exemplo.

Autoridades no assunto afirmam que apesar de ainda estar em alta, estamos chegando ao momento em que a pós edição está precisando mudar seu foco, já que os computadores já receberam uma quantidade tão grande de alimentação por parte de profissionais e de aprimoramento, que estão produzindo textos de qualidade aceitável. A tendência agora é o enriquecimento de textos, isto é, deixá-los menos “ultrassimplificados” e trazer nuances, fluência e um toque pessoal que textos feitos por máquina não possuem, mas que são fundamentais para gerar vínculo com o leitor.

Na Vernaculum nos desempenhamos nesta área há algum tempo, e compreendemos que o mundo acelerado de hoje em dia exige este tipo de produção massiva de conteúdo em língua estrangeira, que às vezes não acompanha o ritmo humano. O aspecto fundamental aqui é ter o olhar apurado que exige um trabalho detalhado como este, e a compreensão de contextos gerais que precisam estar presentes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019