Língua portuguesa e identidade nacional

sexta-feira, maio 21st, 2021

Se fala muito sobre as influências de várias culturas na língua portuguesa. Nós mesmos já comentamos anteriormente algumas dessas características em nossos artigos. E destacar essas diferenças entre a língua portuguesa falada no Brasil e em outras regiões do mundo é uma forma de reafirmar a identidade local e entender melhor o processo de formação de nosso país e nossa história.

No início do mês (dia 5 de maio) celebra-se o Dia da Língua Portuguesa e, conforme falamos no nosso post, a data foi estabelecida em 2009 pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que é parceira da UNESCO. A sua intenção é reunir e exaltar o sentido de identidade em todas as pessoas ao redor do mundo que têm a língua portuguesa como ponto em comum nas suas vidas. Mundialmente, este dia procura destacar o multilinguismo e a diversidade cultural, conscientizando as nações sobre a riqueza cultural e social dos países que falam português e promovendo o diálogo, a compreensão e a diversidade.

Por outro lado, hoje, dia 21 de maio, comemora-se o Dia da Língua Nacional. Qual é a diferença entre essas duas datas, afinal? De maneira geral, a comemoração do dia de hoje é uma celebração da variante brasileira da língua portuguesa, com suas diferenças únicas, seus vários sotaques e regionalismos, gírias e pequenas coisas que a tornam tão única e diversa. Ela nos diferencia do português falado em Portugal, ainda abraçando-o e compreendendo que ele é uma das várias peças que formam a identidade brasileira. A data foi instaurada em 2006, por conta da criação do Museu da Língua Portuguesa.

O fato das duas datas caírem no mesmo mês é uma grande oportunidade, que nos permite olhar para nossas influências, nossa literatura, nosso vocabulário, enfim, para todas as formas de comunicação que nos rodeiam, e tentar absorver mais e melhor nosso idioma. Como empresa de tradução, fazer algo assim tem uma importância redobrada, porque não basta apenas saber uma língua para trabalhar com ela: é necessário entender o raciocínio por trás dela, suas nuances e intenções, para poder reproduzir isso da melhor forma possível (jamais de forma idêntica, porque cada idioma é um mundo e uma identidade) em outra língua, ou então, tentar trazer nuances e noções estrangeiras ao nosso idioma, utilizando os meios e recursos que estão ao nosso alcance.

Assim, desejamos que todos aproveitem esta oportunidade tanto como nós e, se estiverem perdidos, sem saber onde começar, uma boa sugestão é conhecer os livros em português, que recomendamos ao longo do mês no nosso Instagram, ou então conferir nossos #vernaculumdictionary, recheados de curiosidades etimológicas sobre vocábulos locais!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019