As palavras de 2020

sexta-feira, janeiro 15th, 2021

Com o fechamento do ano de 2021, os dicionários de todo o mundo verificaram suas estatísticas, e começaram a ser liberadas as palavras do ano. De modo geral, estes termos costumam representar os termos que mais foram procurados e consultados nas plataformas durante o ano, mas não só isso: a palavra do ano, busca também expressar uma ideia ou noção do foco do ano que se passou. E, como não poderia ser diferente, as palavras deste ano relacionam-se na sua totalidade ao COVID-19, que marcou nossa sociedade e nossas atitudes.

Merriam-Webster: Com certeza uma das referências mais fortes e consultadas do mundo, este dicionário escolheu o termo Pandemic (pandemia) como termo do ano. Segundo o site, o termo teve um aumento de 4,000% nas pesquisas e consultas no site, sendo o primeiro pico no dia 3 de fevereiro, dia no qual o primeiro paciente estadunidense foi liberado do hospital. O site explica que o termo possui raízes gregas, das palavras pan (todos) e demos (pessoas), isto é, algo que atinge e se estende para todas as pessoas, como é o caso do vírus.

Collins Dictionary: Ainda na mesma temática, os lexicógrafos da Collins escolheram a palavra lockdown (confinamento) para resumir o ano. Assim como no caso anterior, a procura por esse termo chegou a um quarto de milhão, contra apenas 4000 pesquisas no ano de 2019. O site também menciona que expressou uma experiência de unidade para bilhões de pessoas no mundo todo que tiveram que, coletivamente, se resguardar nos seus lares, fazendo sua parte para conter o avanço da doença.

Real Academia Española: Tão amplo foi o sentido de unidade e o impacto do assunto neste ano, que até mesmo em línguas diferentes o tema se manteve, coincidindo até nas palavras escolhidas! A RAE, junto com a Agencia EFE e a FundéuRAE, escolheram o termo confinamento (confinamento) como destaque. A palavra foi escolhida de uma lista de 12 candidatas, praticamente todas relacionadas. O site afirma que a grande esperança é que a palavra de 2021 seja vacuna (vacina) … E nós não podemos deixar de concordar!

Palavradoano.pt: O site de origem portuguesa, que possui o objetivo de destacar a riqueza lexical da língua portuguesa, junto com o sentido e o significado das palavras, escolheu o termo “saudade”. Esse termo, que é tão próprio da língua portuguesa, intraduzível para outras línguas (ou traduzível, mas não de forma 100% perfeita), com certeza expressa o sentimento deste ano, em que todos tivemos que escolher nos afastar, para preservar a nós mesmos e a nossos seres queridos.

Consultoria Cause / Instituto Ideia Big Data: Passando por último para o Brasil, repetiu-se o fenômeno visto em Portugal. O termo não é diretamente referente ao vírus, nem é um termo técnico para definir seus efeitos ou medidas preventivas, mas está ligado ao sentimento geral que a pandemia deixou: luto. Conforme explica o site B9, a escolha do termo se deu por processo de três etapas. No primeiro, especialistas de comunicação sugeriram termos que, segundo eles, expressavam melhor o espírito do ano. Na segunda etapa, fez-se um levantamento sobre quais desses termos foram mais usados na mídia, nas redes sociais, e pesquisados na internet. Por último, uma pesquisa de opinião decidiu o termo, e luto foi o mais votado.

É interessante observar essas palavras e refletir. Primeiramente, é curioso notar que os termos escolhidos na língua portuguesa são mais abstratos e relacionados aos sentimentos trazidos pela pandemia, do que palavras mais diretamente ligadas à saúde em si. E isso é interessante porque, afinal, algo que foi muito comentado além dos efeitos da própria COVID, foi o efeito que toda esta situação teve / terá na saúde mental e nos relacionamentos entre as pessoas.

 A língua se transforma, cresce e se expande conforme palavras de anos passados mostraram, porém, esses termos sempre estão ligados aos problemas, acontecimentos e eventos que enfrentamos durante o ano. Este ano, o fenômeno se repetiu, mas com unanimidade de assunto. Tudo gravitou, compreensivelmente, em volta do COVID-19 e esperamos que, com essas novas palavras, e toda a pesquisa que irá se suceder, possamos chegar a uma solução e consigamos sair fortalecidos!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019