A questão da imigração no Brasil

sexta-feira, junho 25th, 2021

Entre os dias 19 e 25 de junho, celebram-se no país o Dia do Migrante, o Dia do Refugiado e o Dia do Imigrante. Quem já conhece nossa empresa, e lê no nosso site e no nosso conteúdo, sabe que a Vernaculum é uma empresa multicultural, formada por estrangeiros e brasileiros, e que dentro de seus valores e filosofia, valoriza a importância do tradutor nativo, ao mesmo tempo que compreende a necessidade do apoio do . E considerando esse contexto, há algumas coisas que não podem ser ignoradas.

Segundo o artigo de 2017 do CRP-PR, apenas 49% dos brasileiros consideram que os imigrantes tornam o país um lugar mais interessante para se viver. Além disso, somente 47% acham que os imigrantes trazem benefícios e, ainda por cima, 38% acreditam que a presença de imigrantes dificultou conseguir emprego. Isso revela que ainda há algumas coisas para melhorar em termos de como os imigrantes e refugiados são vistos/entendidos no Brasil. 

Como estrangeiros, é um tanto triste entrar em contato com esses dados, principalmente sabendo que, apesar da quantidade de estrangeiros no Brasil ter aumentado 20% entre 2010 e 2015, totalizando 713 mil estrangeiros no país (dados do World Imigration Report), o país ocupa apenas o terceiro lugar entre os países da América do Sul em número de população imigrante, ficando atrás da Venezuela e da Argentina. Essa quantidade totaliza um 0,3% de habitantes de outra nacionalidade no Brasil, o que acaba resultando bastante pouco se comparado aos 5% da Argentina, por exemplo.

Porém, a realidade é que muitas das ideias preconceituosas que se criaram não são verdadeiras. Segundo a psicóloga Rima Awada, “Os migrantes são pessoas que vêm enriquecer o patrimônio econômico e cultural da nossa cidade. A diversidade desses que chegam ao Brasil constituem a grande riqueza e o motor de desenvolvimento, representando há séculos a vocação cosmopolita, multicultural e universalista, que representa o que de mais nobre e dinâmico existe na identidade brasileira.”, além disso, “Os imigrantes também ocupam nichos do mercado de trabalho que complementam as vagas dos trabalhadores locais. Estudos mostram que a chegada de trabalhadores estrangeiros não apenas injeta dinheiro na economia como aumenta o número de profissionais qualificados no país. Estamos falando de pessoas jovens, com bom nível de escolaridade e que trabalham duro. Aceitar refugiados é contribuir na provisão de um bem público global.”.

Que tal aproveitar esta semana para refletir sobre estas questões e repensar nossas noções de como a imigração afeta ao nosso país? Talvez possamos descobrir coisas boas e nos surpreender com o quão enriquecedor pode ser esse panorama!
Na Vernaculum mesmo, acreditamos nesse equilíbrio, aliando profissionais estrangeiros e brasileiros, para enriquecer ambos os extremos e trazer o melhor dos dois mundos ao que mais importa: o resultado final e a qualidade do trabalho!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vernaculum - Todos Direitos Reservados 2019